Projeto Além das páginas: Nádia Nóbrega.

Fala Galera, tudo bem com vocês?

Hoje trazemos mais um post do nosso projeto Além das páginas (Caso você não conheça, clique aqui para conferir como funciona). E, estamos vindo com uma autora apaixonante: Nádia Nóbrega. Com seu livro, O castelo mágico da Princesa Melinda, publicado pela editora Chiado, a autora portuguesa conquistou o público brasileiro.

Quem é Nádia Nóbrega? Além da escritora e Youtuber? Uma pessoa, como qualquer outra, em questão de ser dotada de defeitos e qualidades, mas diferenciando-se de muitos pelo seu reconhecimento quanto a eles.Apesar das características ressaltantes e positivas de sua personalidade (e a imensa simpatia e alegria que transmite) a autora não deixa de expor seus defeitos, a realidade de sua personalidade, e o mais bonito: sua capacidade de buscar ser cada vez melhor, contendo-se e limitando-se, buscando “suavizar” as características negativas que apresenta. Quer mais? Escreve pelo belo desejo de ajudar alguém…

Olá, sou a Nádia Nóbrega, sou escritora e estudante de ciências da educação na universidade da Madeira; sou da Madeira. Tenho 19, quase 20 anos e adoro de paixão tudo o que envolva literatura; adoro música, sou descrita como sendo simpática, responsável, amiga e talentosa, humilde e sensível no que toda a temas que são muito criticados, também por influência do meu estudo. Sou muito nervosa, teimosa e rabugenta mas consigo conter os meus limites! Sou perfeccionista e adoro ir à busca de coisas novas! O meu objectivo como escritora é tentar ajudar alguém. Tenho um canal de YouTube AMariadosLivros.

E como surge o amor pela escrita? Como muitos autores, influências contabilizam muito para fortalecer esse anseio e paixão do qual muitos alegam o ter desde sempre, o que não é diferente com a autora que apresentamos hoje. Amante da leitura e escrita desde pequena, foi influenciada por pessoas ao seu redor, em especial a mãe!

Sempre desde pequenina que adoro ler e escrever; A minha maior influência foi e é a minha mãe e como fui muito incentivada por família, professores e amigos, o secundário foi a época em que comecei a aperfeiçoar o meu talento e desde aí não parei.

E a trajetória para se conseguir realizar o sonho de publicação nunca é fácil. Mas, como expresso pela autora, é preciso confiar em si e no seu sonho. Humildemente, ela ressalta sobre ver-se ainda pouco experiente no ramo, com muito a aprender mas deixando claro o quão necessário foi ter ao lado pessoas que a ajudasse e principalmente: confiar em si.

Não tenho muita experiência, tendo em conta que só tenho um livro no mercado e ainda tenho muito que aprender neste ramo; Sempre tive muita ajuda porque é preciso rever o que escrevemos, entre outras coisas e claro ver qual a editora mais indicada para o autor! Não foi fácil e ainda por mais que viver só dá profissão de escritora não dá para a vida mas é ir tentando até ser valorizado (a) e nunca desistir,  mesmo que levemos muitos não, mas claro é preciso ter noção que  somos bons no que fazemos e arriscar!
Para mim ver o meu sonho realizado foi uma alegria enorme porque 1 nunca pensei, 2 alguém acreditou em mim e 3 o que mais à o está à vista de todos, para quem quer!
Por fim, o que ela acha sobre a literatura? A busca por maior valorização é a peça chave. As críticas caem demais enquanto pouco se faz… E ainda, deixa uma dica quanto maior incentivo àqueles autores iniciantes e sem ainda reconhecimento e carreira estruturada. Um sonho, particularmente, se conseguíssemos apoios similares, não?
Na minha opinião, a Literatura deveria ser mais valorizada e menos criticada e acho que os minis escritores deveriam arriscar mais e existir uma maior aposta das editoras e formações grátis, porque como sabemos o dinheiro pesa muito e nem todos podemos!
Bem, se você ficou interessado, segue abaixo a sinopse do livro dela e suas mídias sociais:
O reino mágico da princesa Melinda vive dias muito agitados.  A  princesa está a chegar ao final do seu reinado e, por isso, precisa de  encontrar, urgentemente, uma nova sucessora. Porém, a futura princesa, que tem, tal como Melinda, um dom único, anda desaparecida, o tempo está a esgotar-se e a sobrevivência dos seres misteriosos que vivem no castelo, longe dos olhares do mundo, está em risco. Conseguirá Melinda salvá-los?
Beijos, Vanessa!
Projeto Além das páginas: Nádia Nóbrega.

Divulgação: Tinha que ser você -Mayara Bianco

Ficha técnica

Título: Tinha que ser você

Autor: Mayara Bianco

Ano: 2016

ISBN:  8580134536

Número de páginas: 348

Editora: Schoba

 

Sinopse:

Às vezes sinto como se a vida estivesse me levando para algum caminho desconhecido, sem eu ter poder nenhum sobre isso, como se eu não tivesse forças nem vontade para mudar. Custei a concordar com Elisa quando ela comentou, durante uma de nossas conversas, que eu tinha me esquecido de quem sou e estava apenas deixando o fluxo da vida me levar. Pensando agora sobre o que aconteceu, posso dizer que tudo se transformou em uma montanha-russa a partir do momento em que o conheci, um militar, estudante do quarto ano da Academia da Força Aérea, durante um evento que ocorreu na minha faculdade. É difícil acreditar e pensar que quando me permiti me aproximar e conhecê-lo, ao mesmo tempo eu me reencontrei. Aquela paixão que parecia pular para fora do meu peito! E pensar que tudo começou com indiferença e em pouco tempo ele se tornou tão importante pra mim! Se eu soubesse o que estaria por vir, poderia ter ganhado mais tempo, tempo que agora se tornou o meu pior inimigo.

 

Caso queira ler a obra: clique aqui para adquirir seu exemplar

Beijos, Vanessa.

 

Divulgação: Tinha que ser você -Mayara Bianco

Resenha: Anjo Mecânico – Cassandra Clare

Resultado de imagem para anjo mecanico resenha

Ficha técnica:

Título: Anjo Mecânico

Autora: Cassandra Clare

Editora: Galera Record

ISBN: 978-85-01-09268-7

Sinopse:

Tessa Gray tem um anjinho mecânico pendurado no pescoço, um presente de família do qual nunca se separa. O tique-taque do pingente faz com que ela se sinta segura junto à lembrança dos pais, que morreram. Mal sabe Tessa que esse barulhinho muito em breve vai se tornar o odioso som de um exército comandado pelas forças do submundo. Com os Caçadores de Sombras e seu recém-descoberto poder sobrenatural, ela enfrentará uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das trevas na Londres Vitoriana.

Classificação: 5/5

Estabeleci como meta que neste ano iria ler todos os livros que estão a um bom tempinho na minha prateleira, há mais de 1 ano, e não lia. E, um deles, foi Anjo mecânico, o primeiro volume das série Peças infernais.Pois bem, depois de muitos elogios, eis que resolvi ler. E sim, gostei.

Cassandra Clare já é um nome o qual tinha um certo conhecimento da escrita, diante do fato de já ter lido 4 dos 6 volumes de instrumentos mortais. Mas, apesar das similaridades na questão de apresentar  mundo anterior a tal, senti um apreço especial por esse primeiro livro (já que estava um tanto cansada de Instrumentos Mortais).

Conhecemos a vida da protagonista Tessa Gray, uma garota aparentemente comum, que está viajando para Londres, em busca de seu Irmão, Nathaniel Gray. A história toma sua reviravolta quando chega à cidade Inglesa e a realidade é outra. Nada de seu irmão, Nate, e sim é recepcionada pelas conhecidas Irmãs Sombrias, que vão mostrar-lhe que ela não é humana, ou pelo menos, não totalmente, e seu poder é de grande interesse para um alguém, intitulado Magistrado, que a protege e a treina a todo custo.

Como posto, devido a diversas circunstâncias (que não revelarei para não acabar dando spoilers) ela, aliada aos Nephiliim (os caçadores de sombras) entrará em uma guerra mortal contra as máquinas do Magistrado, o grande vilão deste livro. Há de se surpreender, quem se aventurar a ler,com o desenrolar e as surpresas da história…

Achei demasiadamente interessante a forma como foi feito a ligação dos fatos e construído todo o enredo. Nada tão óbvio assim, como muitas obras tendem a ser e a autora consegue realmente surpreender o leitor, deixando o suspense ser um charme especial. O inesperado nas ações é que aprisiona quem está lendo, por muitas vezes não conseguir chegar a ideia exata de como tudo irá se desenrolar.

Quanto aos personagens, tenho que dizer que Tessa me traz um misto grande entre o gostar ou não dessa protagonista, diante que eu particularmente, por mais que entenda que se passa em um período diferente, fico incomodada com a mentalidade dela de inferioridade feminina, por mais que realmente entenda que fosse um marco do pensar daquele período. Mesmo assim, havendo amores inesperados por ela a características como o amor pela literatura e a evidente “melhora” desta quanto amadurecimento no decorrer da história.

Como toda história, o romance está também na trama, representado pelo triângulo amoroso entre Tessa e os melhores amigos, caçadores de sombras, William Herondale e James Carstairs.

Tenho que dizer, que após ler o primeiro volume da série, eu gostei bastante e a ansiedade está a mil a espera do que virá no segundo volume!

Beijos, Vanessa

 

Resenha: Anjo Mecânico – Cassandra Clare

PARCERIA: AUTOR PEDRO IVO.

Caros leitores, dia de apresentação de autor com o qual fechamos parceria, é sempre dia nostálgico, não? Pois é, mas melhor que isso, é quando nos deparamos com um autor do estilo do nosso querido novo parceiro Pedro Ivo. Cheio de simpatia e carisma, é dotado de uma impecável educação e exala, mesmo que em conversa informal, seu nato talento com as palavras (um notório conhecimento de seu uso, ressalva). Alma de escritor, como dizem alguns por aí.

 

Exibindo IMG_1310.jpg

BIOGRAFIA

Pedro Ivo, 33 anos, brasiliense, professor da SEDF, licenciado em Letras pela Universidade de Brasília (UnB), pós-graduado em “Educação em e para os Direitos Humanos no Contexto da Diversidade Cultural” pela mesma universidade e atualmente mestrando do Mestrado Interdisciplinar em Educação, Linguagem e Tecnologias, da Universidade Estadual de Goiás (UEG). O autor organiza e participa de saraus culturais junto à juventude e já teve textos finalistas e vencedores de concursos literários publicados nos livros “A Matriz da Palavra: o negro em prosa e verso” e “Amor, Paixão ou Loucura”. Seu romance de estreia é “Espelho das Cores”, lançado em 2015, e este ano lançou “Amores, Angústias e Flores: poesias escolhidas”, sob o pseudônimo Gabriel da Cruz, personagem de seu primeiro livro.

Deixando um certo suspense sobre qual das obras, venho confessar um segredinho que em breve terá uma delas chegando na casa dessa pessoa que vos diz essas palavras, e tenho que assumir que a expectativa está enorme. Pelo mínimo contato com o autor, o qual elogio imensamente pelas qualidades apresentadas, e todos os ótimos comentários acerca daqueles que o leram, digo à vocês que não vejo a hora de que o carteiro apareça ali na frente da minha casa. Para deixar que façam suas apostas, segue abaixo a sinopse das duas obras e ainda melhor: com os links para você, assim como eu, corra para adquirir o seu e se encante por essa obra, tão bem elogiada por aqueles que já o leram!

Exibindo Espelho das cores - capa.jpg
Sinopse “Espelho das Cores”: O livro traz a história de Gabriel, um adolescente comum que vai à escola, frequenta um grupo de jovens da igreja e perturba-se com a descoberta da paixão, causando um conflito inesperado entre sua sexualidade e as convicções de sua religião. Entre segredos prometidos e traições inesperadas, essa história trata sobre a descoberta da sexualidade e o conflito amoroso, religioso e familiar. Escrito em múltiplas linguagens e por diversas vozes, o romance dialoga com a atualidade em busca do entendimento do outro, da compreensão humana, que vemos cada dia menos acontecer.

Exibindo IMG_2253.JPG

SINOPSE: Amores, Angústias e flores: poesias escolhidas.

” O livro surge anos após o desenrolar dos fatos vividos no romance Espeho das Cores pela personagem Gabriel, tornando-se um compêndio de poemas que traz a vivência e o desenvolvimento de sentimentos e conflitos da adolescência à idade adulta, por meio de temas ligados à juventude, sexualidade e raça, envolvendo seus desdobramentos. Idealizações e desilusões amorosas, conflitos individuais e sociais, percepções positivas e negativas da humanidade buscam dar o sentido existencial do eu lírico, que busca seu lugar no mundo.O lançamento oficial de Amores, Angústias e Flores: poesias escolhidas foi realizado na 24a Bienal do Livro de São Paulo, no estande da Editora PerSe, com sessão de autógrafos.

Clique aqui para adquirir o seu!

Caso queira entrar em contato com o autor, deixo abaixo alguns links das mídias sociais dele.

Instagram/Twitter: @pedroivoautor
Youtube: @espelhodascores
Beijos, Vanessa.

 

PARCERIA: AUTOR PEDRO IVO.

Resenha: Garoto encontra garoto – David Levithan

 

Ficha técnica:

Título: Garoto encontra garoto

Autor: David Levithan

Ano: 2014

Idioma: Português

Número de páginas: 240

ISBN: 9788501047779

Editora: Galera Record

 

Paul estuda em uma escola nada convencional. Líderes de torcida andam de moto, a rainha do baile é uma quarterback drag-queen, e a aliança entre gays e héteros ajudou os garotos héteros a aprenderem a dançar. Paul conhece Noah, o cara dos seus sonhos, mas estraga tudo de forma espetacular. E agora precisa vencer alguns desafios antes de reconquistá-lo: ajudar seu melhor amigo a lidar com os pais ultrarreligiosos que desaprovam sua orientação sexual, lidar com o fato de a sua melhor amiga estar namorando o maior babaca da escola e, enfim, acreditar no amor o bastante para recuperar Noah.

 Classificação: 4/5

O livro foi muito falado. “Badalação” pelos leitores anteriores não faltaram. E sempre comentários tão bons que quando vi a temática da última semana da MLI (Maratona literária de Inverno), que era Diversidade, não pude evitar a escolha…

O protagonista e narrador da história é o jovem Paul, que desde pequeno sabia que era “diferente” dos outros meninos: ele gosta de outros meninos. Como todo jovem, tem a vida sempre com aquele ar  de infinitude, apesar dos pesares. Vivendo em uma cidade pequena, onde a diversidade é bem aceita, a opção sexual não é fator chave em sua vida. Cercado de amigos, dilemas e o amor com “o cara dos sonhos”, imergimos na vida desse apaixonante personagem.

O livro tem aquele “quê” juvenil que há algum tempo não lia. Remeteu-me muito à lembrança das sensações à leitura de As vantagens de ser invisível, de Stephen Chbosky. Foi os mesmos sentimentos de infinitude da juventude, da época dos sentimentos sinceros, em que nos lançamos a vida sem grandes medos. Que se convive com centenas de dilemas, problemas e situações. Esse jeitinho “jovial” na escrita foi um dos aspectos que mais me encantaram. O leitor é colocado na vida de jovens e seus muitos dilemas, como costuma ser livros do gênero. As descobertas, os problemas, as brigas, os relacionamentos e tudo envolto. Já sente-se que é um livro e tanto, não? Pelo menos, faz um gênero o qual eu gosto de ler.

Screenshot_2016-07-30-00-11-56.png

Paul é o protagonista perfeito. Sem “mimimi”, ele consegue fazer com que você se apaixone por ele. É tipicamente de uma família “legal”, e o tipo de amigo que todo mundo quer ter. Calmo, sensato e uma “graça”, eu, pelo menos, terminei as páginas totalmente rendida aos encantos dele. Como não sentir com suas expressas demonstrações de tristeza ao afastamento da amiga, Joni, envolvida com o pior cara do colégio? Ou os problemas de seu amigo com os pais extremamente preconceitos e religiosos? Como não se encantar com o quanto ele se doa pelos amigos e pelo cara que gosta?!

Os personagens secundários e as relações destes com Paul são muito bem desenvolvidas. E ter a visão central de Paul, de como se vê na situação, é a parte especial. Mas nada traduz ao êxtase do conto nas páginas finais, narradas pela rainha do baile, a Infinite Darlene. A personagem é muito divertida e irreverente. E ao se pôr em sua visão, acaba-se deparando com o íntimo dela, que ao meu ver, não é tão “pra cima” e extrovertido quanto aparenta. Afinal, quem é?

Screenshot_2016-07-27-18-17-50.png

Mas, não distante e não esquecível pode ficar o ponto central do coração do Paul: Noah! Gente, que cara é esse? Não há porque não entender os motivos que levaram-no a se apaixonar por ele. Noah é diferente do convencional, tipicamente o fora do comum apaixonável. E apesar de todos os pesares, de todos os problemas que eles enfrentaram, Noah e Paul juntos era tudo o que eu esperava…

Por fim,sobre ser pautado aspectos sobre opção sexual, é considerável que a cidade “livre” de preconceito acaba saindo um tanto utópica quanto ao nosso real. Infelizmente, na realidade funciona bem diferente e as pessoas são bem mais ignorantes. Acredito que a presença dos pais religiosos e preconceitos retrata perfeitamente o quanto as pessoas podem ter visões “estúpidas”. Eu, particularmente, gostaria que houvesse um lugar assim como descrito, onde não saíssem por aí apontando erros e dando liberdade para se ser o que bem entender e escolher o que quiser. Infelizmente, rotulações, moldes e padrões enquadram as pessoas…

Beijos, Vanessa!

Resenha: Garoto encontra garoto – David Levithan