Projeto Além das páginas: Nádia Nóbrega.

Fala Galera, tudo bem com vocês?

Hoje trazemos mais um post do nosso projeto Além das páginas (Caso você não conheça, clique aqui para conferir como funciona). E, estamos vindo com uma autora apaixonante: Nádia Nóbrega. Com seu livro, O castelo mágico da Princesa Melinda, publicado pela editora Chiado, a autora portuguesa conquistou o público brasileiro.

Quem é Nádia Nóbrega? Além da escritora e Youtuber? Uma pessoa, como qualquer outra, em questão de ser dotada de defeitos e qualidades, mas diferenciando-se de muitos pelo seu reconhecimento quanto a eles.Apesar das características ressaltantes e positivas de sua personalidade (e a imensa simpatia e alegria que transmite) a autora não deixa de expor seus defeitos, a realidade de sua personalidade, e o mais bonito: sua capacidade de buscar ser cada vez melhor, contendo-se e limitando-se, buscando “suavizar” as características negativas que apresenta. Quer mais? Escreve pelo belo desejo de ajudar alguém…

Olá, sou a Nádia Nóbrega, sou escritora e estudante de ciências da educação na universidade da Madeira; sou da Madeira. Tenho 19, quase 20 anos e adoro de paixão tudo o que envolva literatura; adoro música, sou descrita como sendo simpática, responsável, amiga e talentosa, humilde e sensível no que toda a temas que são muito criticados, também por influência do meu estudo. Sou muito nervosa, teimosa e rabugenta mas consigo conter os meus limites! Sou perfeccionista e adoro ir à busca de coisas novas! O meu objectivo como escritora é tentar ajudar alguém. Tenho um canal de YouTube AMariadosLivros.

E como surge o amor pela escrita? Como muitos autores, influências contabilizam muito para fortalecer esse anseio e paixão do qual muitos alegam o ter desde sempre, o que não é diferente com a autora que apresentamos hoje. Amante da leitura e escrita desde pequena, foi influenciada por pessoas ao seu redor, em especial a mãe!

Sempre desde pequenina que adoro ler e escrever; A minha maior influência foi e é a minha mãe e como fui muito incentivada por família, professores e amigos, o secundário foi a época em que comecei a aperfeiçoar o meu talento e desde aí não parei.

E a trajetória para se conseguir realizar o sonho de publicação nunca é fácil. Mas, como expresso pela autora, é preciso confiar em si e no seu sonho. Humildemente, ela ressalta sobre ver-se ainda pouco experiente no ramo, com muito a aprender mas deixando claro o quão necessário foi ter ao lado pessoas que a ajudasse e principalmente: confiar em si.

Não tenho muita experiência, tendo em conta que só tenho um livro no mercado e ainda tenho muito que aprender neste ramo; Sempre tive muita ajuda porque é preciso rever o que escrevemos, entre outras coisas e claro ver qual a editora mais indicada para o autor! Não foi fácil e ainda por mais que viver só dá profissão de escritora não dá para a vida mas é ir tentando até ser valorizado (a) e nunca desistir,  mesmo que levemos muitos não, mas claro é preciso ter noção que  somos bons no que fazemos e arriscar!
Para mim ver o meu sonho realizado foi uma alegria enorme porque 1 nunca pensei, 2 alguém acreditou em mim e 3 o que mais à o está à vista de todos, para quem quer!
Por fim, o que ela acha sobre a literatura? A busca por maior valorização é a peça chave. As críticas caem demais enquanto pouco se faz… E ainda, deixa uma dica quanto maior incentivo àqueles autores iniciantes e sem ainda reconhecimento e carreira estruturada. Um sonho, particularmente, se conseguíssemos apoios similares, não?
Na minha opinião, a Literatura deveria ser mais valorizada e menos criticada e acho que os minis escritores deveriam arriscar mais e existir uma maior aposta das editoras e formações grátis, porque como sabemos o dinheiro pesa muito e nem todos podemos!
Bem, se você ficou interessado, segue abaixo a sinopse do livro dela e suas mídias sociais:
O reino mágico da princesa Melinda vive dias muito agitados.  A  princesa está a chegar ao final do seu reinado e, por isso, precisa de  encontrar, urgentemente, uma nova sucessora. Porém, a futura princesa, que tem, tal como Melinda, um dom único, anda desaparecida, o tempo está a esgotar-se e a sobrevivência dos seres misteriosos que vivem no castelo, longe dos olhares do mundo, está em risco. Conseguirá Melinda salvá-los?
Beijos, Vanessa!
Anúncios
Projeto Além das páginas: Nádia Nóbrega.

Projeto Além das páginas: Autora Beatriz Pacca.

Caros leitores, damos o primeiríssimo passo do nosso novo projeto, que trará entrevista com alguns autores, mostrando-os “Além das páginas”. E hoje, para essa estreia aqui no blog, traremos, obviamente, a autora que nos inspirou ao projeto: Beatriz Pacca, uma jovem movida pelo amor à leitura e à escrita, carregando como hobbies (assim como muitos de nós) o vicio por séries e filmes, com destaque aos livros da saga (sucesso mundial) de Harry Potter. Fã de Beatles, e uma (digníssima) pisciana, sonha em ganhar cada vez mais leitores, e ganhar destaque no país o qual é apaixonada e pretende muito conhecer: A Inglaterra!

“Adoro ler, escrever. Tenho hobbies comuns, como assistir séries e filmes, etc. Meus livros preferidos são de Harry Potter. Minha banda preferida é Beatles, e sou pisciana com ascendência em Escorpião. Minha viagem dos sonhos é para a Inglaterra. E espero algum dia me tornar bem conhecido no país, espero conquistar leitores, e sempre despertar a curiosidade deles, pois tenho planos para ainda escrever muito mais.”

Como nasce um escritor? Como se aflora a alma em paixão pelas palavras? Há várias formas e cada autor certamente dará seu próprio motivo, aquele clique que motivou-o à escrita. Sabe quem foi o motivador a acender essa luz na vida da autora? Um professor! Um verdadeiro educador, que em executar de seu trabalho, colocou uma “sementinha” a mais no mundo, nos trazendo o prazer de ter tamanha preciosidade como a obra dela em meio a nossa literatura. E a autora, em seu relato, ainda nos transmite o quão escrever lhe é prazeroso, de uma forma encantadora e cativante. Confira no trecho abaixo:

“No sexto e sétimo ano tive aula com um professor de língua portuguesa que adoro. Ele também gosta muito de escrever, e foi nesses dois anos em que nossas aulas eram mais focadas em redações e histórias. Foi aí que tive vontade de escrever. E quando comecei, não tive mais como parar. Eu comecei a gostar tanto de escrever que se tornou um vício. Acho relaxante, divertido, emocionante. E como gosto muito de ler, me sentir nos mundos que outros autores criaram é incrível, mas ter meu próprio mundo, onde eu decido tudo é ainda melhor.”

Em simpatia contagiante, a autora comentou conosco o quão trabalhoso é todo o processo para a publicação de uma obra. Eu, pelo menos, mera leitura e leiga quanto aos “bastidores”, chego a até tentar imaginar a correria da busca por efetivação do sonho. Mas, tem como não sentir aquele sensação de “vale a pena” com os comentários finais da autora?!

“Escrevi meu livro e mandei para algumas editoras. Obtive a resposta da Chiado, que me interessou mais. O processo de edição é complicado. Assinar contrato, criar a capa, paginação, revisão, revisão de novo e de novo. E depois, meses para os livros chegar. Mas vale a pena, porque, quando eles chegam, você não consegue conter sua alegria. Ver aquela capa linda, sentir o cheiro das páginas, ver tudo aquilo que você criou, finalmente impresso e em mãos. É uma sensação incrível.”

E, para encerrar o bate papo que tivemos com a autora, trouxemos a tona a problemática o qual, ao ponto de vista de alguém tão imerso aos bastidores,quanto a literatura e a imersão dos iniciantes no mercado. Claro, apontado evidentemente os problemas sempre expostos: a força do estrangeiro perante nossa literatura, e a dificuldade de se ganhar espaço. De forma cativante, ela expõe seu desejo de um dia estar inserida no mercado internacional:

A literatura brasileira é um assunto complicado, pois todos temos certa preferência pela estrangeira, muito mais reconhecida.Tanto as editoras, quanto as livrarias abrem muito mais espaço para autores já conhecidos, estrangeiros e vloggeiros em geral, e acho que exatamente essa questão devia ser mudada. Queremos ser reconhecidos lá fora (inclusive eu, algum dia, gostaria de ver algum estrangeiro que goste do meu livro), mas não abrimos espaço para autores novos e desconhecidos.

Para conhecimento, a autora escreveu o livro Morgan Dull Blade – O olho e a sombra.

Sinopse:

O mundo está repleto de malfeitores, ladrões e assassinos. E é por isso que a Inglaterra tem uma justiceira. Responsável por colocar vários criminosos na cadeia, procurada pela morte de muitas pessoas más. Essa é Morgan Dull Blade, baixa, ranzinza e Capitã de um exército, cujo dever é limpar as ruas da Inglaterra, acompanhada, na maior parte do tempo, por Alphonse Oak, Tenente e filho de um famoso empresário assassinado anos atrás.

No momento, Morgan está em guerra com a Kage no Ichizoku, um clã japonês, liderado por alguém bem conhecido de Morgan. Ao longo do tempo, Morgan descobre que outros países também têm seus justiceiros, e é ao lado deles que irá travar uma batalha quase definitiva, que mudará muito sua vida. Reencontrará muitas pessoas de seu passado, sem saber se pode ou não confiar nelas, enquanto seus amigos tentam descobrir o que tem por debaixo daquele tapa-olho.

Clique aqui para adquirir a obra!

Beijos, Vanessa.

Projeto Além das páginas: Autora Beatriz Pacca.