Cleópatra

A mais famosa rainha do Egito, Cleópatra, tem o nome conhecido e marcado na história mundial. Circundado por vários mitos e lendas, é perdurada sua fama. Mas, quem afinal, foi essa mulher?

cleópatra
Fonte: só história

 

Uma das faces, por assim dizer, de Cleópatra, é conhecida pelo mundo. A voluptuosa mulher, vaidosa, voltada aos luxos e prazeres da vida. Mas há ainda, a face de governante…

(…) Nunca foi a detentora única do poder em sua terra natal – de fato co-governou sempre com um homem ao seu lado: o seu pai, o seu irmão (com quem casaria mais tarde) e, depois, com o seu filho. Contudo, em todos estes casos, os seus companheiros eram apenas reis titularmente, mantendo ela a autoridade de fato.

Cleópatra nasceu em 69 a.C., na cidade de Alexandria, fundada por Alexandre, o Grande no delta do Nilo e que nos séculos anteriores ao nascimento de Cristo desempenhou o papel de metrópole cultural, artística e econômica do Mediterrâneo Oriental. Embora fosse egípcia por nascimento, pertencia a uma dinastia macedônica que se estabelecera no Egito em 305 a.C., quando o general macedônio Ptolomeu tomou o título de rei. Era filha do rei Ptolomeu XII Auleta e da rainha Cleópatra V. Apesar da origem estrangeira da dinastia à qual pertencia, Cleópatra foi a única da sua dinastia a dominar a língua egípcia.
Cleópatra foi a última Rainha da Dinastia ptolomaica que dominou o Egito após a Grécia ter invadido aquele país. Subiu ao trono egípcio aos 17 anos de idade, após a morte do pai.

Fonte: Só história

Uma sagaz e inteligente governante, sua determinação combinada às anteriores características citadas foram os marcos para perpetuarem seu nome na história não só egípcia, mas mundial.

Não só buscando alcançar o poder e as consequências destes, quanto à riqueza e suas vaidades, mas também atingir a soberania quanto dar fim às dominações estrangeiras e proteger o povo o qual tanto sentia-se parte. Tinha domínio de diversas línguas e atributos característicos que possibilitaram seu renome e triunfo como governante, diante de, como exposto, ter sigo quem efetivamente reinava no período.

A história, sintetizando, marca sua trajetória pelas grandes alianças formada e por sua audácia, seu forte poder de sedução e sua “ganancia” pelo poder. Em atitudes extremamente exuberantes e inteligentes, a rainha marcou sua trajetória política pela conquista de fortes aliados, como, por exemplo, com o líder militar e político Julio César.

Mas, por fim, como esta teria morrido e dado fim ao seu triunfante governo? Bem, apontam os estudos que após triunfo de Otaviano, ou seja, do império Romano, ela teria sido encarcerada em um dos quartos, em tentativa de mantê-la viva em intenção vexaminosa e explicitar sua derrota. Ela, porém, em clara não aceitação da situação, teria colocado a mão em um jarro onde continha uma cobra, morrendo assim pela picada. Esta foi encontrada morta, em trajes reais, terminando assim uma jornada marcante, de um jeito também marcante.

Beijos, Vanessa.

Anúncios
Cleópatra

2 comentários sobre “Cleópatra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s