Se não for bom: adeus!

Soa repetitivo dizer que só devemos manter aquilo que nos faz bem. Mas sabe? É custoso por em prática…

Deixa eu te explicar, meu caro, que nem sempre o que te faz mal, é apenas mal que lhe faz. É ruim, te coloca para baixo, mas ainda tem aquela parcela boa que te faz achar que vale a pena permanecer naquela situação. Que não vale a pena deixar ir.

Eu estive enganada quanto a isso…

Quando a gente reavalia, por mais que doa, o mal que nos ocasiona, não pode ser superado nem com mil bem feitos. Sabe o que aprendi? Se alguém te faz mal, tem que deixar ir, por mais que o bem soe valer a pena. Se te coloca sempre pra baixo, se te desmotiva, se te inferioriza, se não te faz crescer, porque você vai querer ao seu lado?

Eu já chorei várias e várias vezes quando comecei a tomar essas decisões. Doeu todas as vezes que afastei pessoas as quais achava importantes. Mas nada se compara ao quanto compensou. Nada se compara ao quão bem me fez depois, não mais me sentir mal pelos males que me foram feito.

Por mais que doa, carrego a certeza de que se não for bom, direi Adeus! E só pegarei de volta, só incluirei na minha vida, se finalmente decidir fazê-la melhor.

Anúncios
Se não for bom: adeus!

2 comentários sobre “Se não for bom: adeus!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s