11 meses de transição capilar: relatos.

Fala Galera, tudo bem com vocês?

Tenho tentado sempre falar um pouquinho como é lidar com a tão falada Transição capilar, que é o período entre abandonar a química e voltar ao cabelo natural, que dura um bom tempinho e que muda muita coisa na vida de quem passa por isso.

Bom, ultimamente, recebi muitas perguntas sobre como lidei e ainda lido com esse momento. E ate acho engraçado que pessoas que nunca vi na vida, venham perguntar como lidei até que, gradativamente, os cachos fossem voltando (e continuem a voltar) e o que eu faço para disfarçar as texturas diferentes.

Essa semana, quando uma menina me perguntou como começar, eu acho que respondi a coisa mais verdadeira que pude: comece não pensando. Soa estranho, mas eu, quando comecei, lancei-me ao indeterminado, já que eu sequer havia pensado em passar por isso tudo e realmente tinha uma data marcada para ir no salão alisar, e como deu errado, desisti e fiquei sem até hoje. Pois, hoje, depois de tudo, se eu tivesse pensado lá atrás, não teria encarado.

E qual o maior problema? Nossa autoestima. Sinto muito avisar a quem for passar por isso, mas prepare-se para um bom baque interior. A gente não se sente bonita, e não ha nada que mude isso. Eu, por exemplo, tive momentos paranoicos com isso que quase me fizeram desistir. E eu estou falando de pirar minutos antes de festas por não achar que estava bem, por cortar muito o cabelo, sozinha, em casa e por sentar, chorar e querer desistir. Mas, também, vi como um momento de auto-conhecimento. Acredito que essa é a parte boa. Sem contar que as pessoas vão falar muita coisa e mesmo que você tente, vai te abalar. E você vai ter que aprender a lidar com isso.

Mas sabe a dica mais valiosa que eu ouvi, para aprender a superar, ao menos um pouco, todos esses obstáculos? DESENCANA E SE ACEITE. Você está em meio a um objetivo. Vai doer, vai te fazer chorar, mas você precisa encarar se realmente quer voltar a ser cacheada. Tem horas que não dá para relevar e que vai ser difícil, mas outras tantas, não precisa se autodestruir. Quando passar, eu sei que terá valido a pena.

OBS: Pretendo fazer um relato completo de um ano de transição. Quem tiver perguntas, é só deixar nos comentários!

Beijos, Vanessa.

 

 

Anúncios
11 meses de transição capilar: relatos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s