Leia um nacional!

Fala Galera, tudo bem com vocês?

Este post é quase um relato de leitora. Sim, é o velho bla bla blá de experiências próprias que venho compartilhar. Mas meus caros, eu era uma das tantas que corria metros de quaisquer livros nacionais, mesmo que inconscientemente.

Eu leio assiduamente desde os 11 ou 12 anos, mais ou menos. E nos últimos anos minha frequência aumentou incrivelmente, sempre um livro a mão e ao fim do ano, a lista e o número de lidos cada vez maior. E só eu sei o quão bem isso me fez.

Porém, eu estava sempre com um livro estrangeiro ou extremamente famoso em mãos. Renomados, muito lidos, as minhas buscas focavam-se nisso. Eu lia aquilo que todo mundo lia, que era sucesso, que eu sabia que seria bom e provavelmente bem clichê. O típico livro com as mesmas características de sempre que levam ao sucesso. E não estou criticando as grandes obras, longe disso. Critico a minha forma anterior de ler, supérflua. Era um explorar território conhecido.

Eu não me recordo quando foi que eu mudei tudo isso. Sequer sei quando entrei nesse mundo de nacionais. Mas eu venho dizer que foi e é extraordinário. Sim, eu leio livros estrangeiros e leio “os mais lidos”. Não estão em tais patamar atoa, não é? Mas explorar o mundo dos livros daqui, da nossa amada terra, levou a uma imensidão inexplicável.

Eu encontrei uma imensidão de obras tão bem feitas, formuladas e escritas que me fez perder esse tabu infantil quanto a leitura nacional, e principalmente quanto à autores não tão renomados assim. Eu li, neste ano, uma série de livros que sequer impresso foram. De autores quase não conhecidos. Mas de talento incontestáveis. Gente que luta diariamente por suas obras e empregam tanto amor por isso, que esse contato, humanamente, me fez uma mudança imensa.

Foi algo como não só estar meramente lendo um livro, mas fazendo parte de um sonho, de toda uma história. Acredito que a possibilidade de ter contato com os autores, de saber sobre o suor e o trabalho para se desenvolver um livro, de colocar ele em circulação, de levar ao conhecimento do público, me fez ver o quão especial são cada um desses autores. Não desmereço aqueles que atingem o sucesso. Eles passaram pela mesma batalha que muitos passam. Mas conhecer autores que ainda estão no meio do caminho, me fez abraçar a causa de “Leia um Nacional”. E é ultimamente à meta que me coloco, seja o autor conhecido ou não, sempre tenho buscado intercalar um nacional, todos os meses.

E é por isso que digo a vocês quanto a não desmerecer os livros “desconhecidos”. Quanto incluir, sempre que possível, os não sucessos de vendas. Tem tanto talento escondido, tanta criatividade e trabalho bem feito que a gente, às vezes, por ignorância não tem acesso.

Leia um nacional!

Anúncios
Leia um nacional!

Um comentário sobre “Leia um nacional!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s