Resenha: Cidade dos anjos caídos – Cassandra Clare

Ficha técnica:

Título: Cidade dos anjos caídos

Autora: Cassandra Clare

Número de páginas: 364

Ano: 2012

Idioma: Português

Tradução: Rita Sussekind

I.S.B.N: 9788501092717

Editora: Galera Record

 

A guerra acabou e Caçadores de Sombras e integrantes do submundo parecem estar em paz. Clary está de volta a Nova York, treinando para usar seus poderes. Tudo parece bem, mas alguém está assassinando Caçadores e reacendendo as tensões entre os dois grupos, o que pode gerar uma segunda guerra sangrenta. Quando Jace começa a se afastar sem nenhuma explicação, Clary começa a desvendar um mistério que se tornará seu pior pesadelo.

 

Classificação: 4/5

Vocês devem se perguntar porque eu tenho demorado tanto tempo para ler essa saga, afinal, estou lendo-a desde o ano passado, e tenho colocado uma grande quantia de livros a frente. Assumo então para vocês que, por mais que goste demais da história, fiquei receosa de ler esse quarto livro. E por quê? Bem, meus caros leitores, ao meu ver, a história estaria muito bem terminada se tivesse acabado no livro anterior, cidade de vidro. Tudo ficaria muito bem encerrado no ápice, com tudo resolvido nos desfechos obtidos lá. Então, meu medo era não gostar muito…

Após a sangrenta batalha dos caçadores de sombra e os integrantes do submundo, a tranquilidade e a paz parecem voltar a reinar. Finalmente a vida seguirá bons caminhos? Não! É óbvio que não. Uma série de assassinatos contra caçadores de sombras começam a acontecer. E eis então que começa os grandes mistérios de quem está por trás de tudo isso. E ainda mais: por quê?  E ainda tem mais: Jace parece estar cada vez mais perturbado com pesadelos assustadores, que o tem feito se afastar cada vez mais de Clary. Já descobriram que os problemas surgiram e precisam ser resolvidos, não? Pois é, e quanto mais as coisas vão vindo à tona, mais surpreendente e assustador tudo se torna (para os personagens, no caso!)

Fonte: http://www.booktimeparty.blogspot.com

Eu culparia a minha desmotivação para a continuação, mas depois de procurar um pouco, vi que não fui a única que não ficou tão empolgada e satisfeita com o livro. Não estou dizendo que é ruim, porque afinal, quando é que Cassandra Clare conseguiria fazer algo péssimo? Mas sou partidária de que poderia sim ter acabado no livro anterior, e a continuação da história acabou me deixando um tanto insatisfeita…

A presença bíblica, ao meu ver, foi muito mais forte neste livro que os demais. Tanto que o principal vilão da história é um personagem da história bíblica (não citarei qual para não gerar um spoiler ainda maior do que este é). Então, eu acredito, que quem não tem muito conhecimento sobre o tema, acaba tendo que buscar um pouco sobre, apesar das colocações e explicações. O que, ao meu ver, é um dos pontos fortes e diferenciais da série.

“- Pobre Miguel – disse – sempre foi um fraco.

Jace estava arfando, as mãos cerradas nas laterais do corpo, o cabelo grudado na testa pelo suor.

– Você e essa mania de se gabar usando os nomes alheios. “Conheci Miguel” “Conheci Samuel” “O anjo Gabriel fez meu cabelo” É tipo I’m with the band com figuras bíblicas.” (p.296)

Acredito que quem leu os livros anteriores perceberam que Jace e Clary tornou-se um casal extremamente valente e o tipo de personagem que eu gosto, diga-se de ressalva. Em cidade de vidro, eu acabei super encantada pela Clary, que havia mudado totalmente seu jeito “mi mi mi” de antes. Porém, nesse livro, ela está de volta em seu maior estilo mocinha dramática. E aquele romance sofrido volta a tomar sua forma. Vocês sabem, eu sou do grupinho a favor de personagem do tipo “valente”, e essa recaída emocional deles não me agrada em nada. Jace, para colaborar, voltou aos seus dias deprimidos e reservados, o que de fato é entendível por conta da situação a qual ele está submetido (por mais que haja uns bons draminhas da parte dele também).

O livro tem um super foco no meu personagem favorito: Simon. Eu vi a história aliás totalmente mais dele que da Clary ou do Jace, como era antes. Tudo, praticamente, gira por e para ele. E todo o enredo se desenvolve acerca disso. O que me agradou, aliás, porque ele manteve sua nova personalidade, que assumiu desde que tornou-se vampiro. Ele está muito mais corajoso, encarando os problemas de frente (tipicamente o personagem que eu gosto…).

Ressalva vem também para a conturbada história de romance entre Maia, Jordan, Isabelle e Simon. Gente, esses quatro viram realmente uma bagunça romântica que você só fica se questionando o que é que eles estão fazendo nessa vida… A questão é que no fim também fica evidente o desenrolar entre eles (e finalmente, não é?! Haha). Além, claro, o que eu acho muito legal é a história entre o Magnus Bane e o Alec, que ao meu ver, ganha mais forma nesse livro e não tem como não se apaixonar por eles juntos (até porque como não gostar do Magnus? Ele com Alec então..)

“Isabelle virou para olhar os companheiros. Alec havia guardado a pedra de luz enfeitiçada e estava segurando uma lâmina serafim ardente, que iluminava o interior do elevador como uma lanterna. Jordan havia sacado uma faca grande e de aparência brutal, que segurava na mão direita. Maia parecia em processo de prender o cabelo; quando abaixou as mãos, tinha um pino longo e afiado. Suas unhas também haviam crescido, e os olhos tinham um brilho esverdeado e selvagem.” (p. 267)

E não tem como não citar que, ao ler o final, já fica evidente que vai ter “chão” ainda nos próximos livros, e tenho que dizer que ao saber sobre qual possivelmente será o próximo problema, já fiquei bem mais interessada para o livro seguinte do que estava para este (que eu não me arrependa!).

 

Beijos, Vanessa!

Anúncios
Resenha: Cidade dos anjos caídos – Cassandra Clare

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s