Uma dose de História – Frida Kahlo

Fala galera, tudo bem com vocês?

Acredito eu que todo mundo já ouviu falar em uma das mulheres mais marcantes da história: Frida Kahlo. O nome tem ressalva na história e é dada como uma das figuras mais reconhecidas nos últimos tempos. Mas quem foi essa mulher? Vai ser quase uma missão impossível resumir a história, mas vamos tentar!

Fonte: alguemmedisseporaí.blogspot.com

Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderon, conhecida apenas por Frida Kahlo, foi uma pintora importantíssima do século XX. Mexicana, nasceu em 6 de julho de 1907, em uma cidade chamada Coyoacan. O transpassamento do seu espírito revolucionário em suas obras e uma série de outros atributos a tornaram uma das maiores pintoras do século. O patriotismo é marca característica dela, que nunca deixou de evidenciar seu amor pelo país e por sua cultura, o que é marcante não só em suas obras como também no estilo aderido por ela.

Porém a história não foram apenas de congratulações. A biografia desta descreve sua trágica trajetória de vida. Muito nova, especificamente aos 6 anos, esta contraiu poliomielite, que a deixou com uma deformação, uma sequela, no pé direito.

A tragédia maior foi um acidente, em seus 18 anos, quando o bonde em que ela e o noivo da época, Alejandro Gómes Arias,estavam foi chocado por um trem, exatamente na posição em que o casal estava, tendo ela recebido a maior parte do choque. Uma série de fraturas, incluindo ter sido atravessada no abdômen por uma barra de ferro, que a deixaram com diversas sequelas por toda a sua vida. Mas, foi nesse momento de sofrimento, quando esta ficou acamada, que começara a pintar. Um início que a levaria a marcar e mudar radicalmente a história…

The Broken Column

A vida pessoal da pintora sempre fora extremamente conturbada e trágica. Anos depois, ao levar seu quadro para um importante pintor da época, Diego Rivera, acaba que este traz “a luz” uma grande artista. Mas também ganha o coração da moça. Os dois, anos depois, casam-se, tornando um dos grandes casais e dos relacionamentos de grande extravagância na história da arte. Extravagante e caloroso pelo amor entre ambos, o espírito revolucionário e pela constante infidelidade: Frida, Bissexual, mantinha alguns casos, que segundo o marido só lhe incomodavam se fossem com homens e ele, com uma série de amantes, inclusive a irmã mais nova dela.

Porém, as dores e chagas, físicas e emocionais perdurariam na vida desta. Não podia ter filhos, constatando isso após duas tentativas resultantes em abortos. Teve os dedos do pé direito amputados. E o relacionamento perturbado com seu amado, tornando sua vida um mar de angústias e tristezas.

Without hope

Frida Kahlo é a marca da simplicidade, que é acometida pela história trágica, que a levou ao auge. O retrato da sua dor, a expressão desta e os tristes relatos de sua vida são o que a torna grande, um exemplo de luta e vontade. Apesar dos pesares, teve força suficiente para transformar a vida e a história. Tornando a dor algo belamente triste.

 

Anúncios
Uma dose de História – Frida Kahlo

3 comentários sobre “Uma dose de História – Frida Kahlo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s