Partir e se partir!

Despedidas nunca foram meu forte, assumo de início. Não gosto de ver nada ir, porque na maior parte das vezes, não há uma volta. Não tem essa de deixar ir, para ver se é seu. Não tem voltas. Uma vez que se vai, raramente vai voltar. E sabe o pior? A vida nos obriga a dizer Adeus.

Há alguns dias eu terminei um ciclo da vida. Últimos momentos de Ensino médio fizeram-me ver exatamente isso: somos obrigados a partir. Eu cresci no colégio onde estudava, desde a primeira série do fundamental e ainda mais: com as mesmas pessoas. Uma trajetória inteira de dias, semanas, anos e quase toda a vida ali. Minha zona de conforto, meu chão, minha realidade que simplesmente foram tirados, lançando-me ao ar e ao futuro indefinido. Mas eu não disse, vez alguma, que gostaria de partir. Mas a vida fez assim.

Há exatos dois dias fui convidada, infelizmente, a visitar uma pessoa em particular. De grande importância para mim, na qual passei boa parte da minha vida dentro da casa dela, minha madrinha, reconfortada pelo seu amor e carinho nos dias mais tempestuosos. E, de repente, deparo-me com seus dias finais cada vez mais próximos, e sem conter lágrimas, apenas analiso que ela e nem ninguém quer-lhe a partida. Mas esta lhe bate a porta cada vez mais insistente.

É simples: a vida nos tira o que nos ocasiona a vida. Muda os horizontes, as realidades e nos tira o chão. Seja heroína ou vilã, pouco lhe importa. Ela simplesmente obriga as partidas e as mudanças acontecerem!

Anúncios
Partir e se partir!

5 comentários sobre “Partir e se partir!

    1. Quando é que a vida aceitou a existência de justiça? Mas, é preciso não só crescer, mas aprender a perder. Acredito que grandes tristezas venham para nos elevar espiritualmente e partidas para trazer coisas novas. Obrigada pelo carinho!

      Curtido por 1 pessoa

  1. Van, compartilho desse mesmo sentimento, odeio despedidas, e esses finais de ciclos, sejam na vida acadêmica ou profissional, mudam para sempre. Sempre tem aquele papo “vamos marcar de nos encontrar, vamos fazer algo” mas a realidade é que nunca mais será como foi antes. Cada um vai para o seu lado, correr atrás de seus objetivos e felicidade, e assim se dá ao longo de toda a nossa existência, mas não, não consigo simplesmente “desapegar”. 😦 Bjos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s